Invasão de plantas aquáticas na Extremadura

Um problema de longa data

A invasão do camalote é um problema que surgiu no rio Guadiana há mais de dez anos. A capacidade reprodutiva da planta é tão grande (cada semente é multiplicada por 25) que, apesar dos esforços, sem dúvida se são os métodos apropriados, ela progride sem interrupção, tendo colonizado a 150 quilômetros do rio.

Isso deve nos fazer pensar em introduzir espécies não-nativas nos ecossistemas. Essas espécies deslocam as autóctones e têm um crescimento exponencial, já que não existe um predador presente no ecossistema.

Também pode elevar o nível do rio devido a bloqueios e causar transbordamento com o consequente problema para os habitantes próximos à margem do rio. Se conseguir entrar nos canais de irrigação, poderá obstruí-los e arruinar a colheita. Também pode causar problemas em usinas hidrelétricas.

Na Itália, foi possível controlar. Será possível aqui? Depende apenas das autoridades? ou cidadãos devemos participar mais ativamente para que as autoridades se conscientizem?

Continuaremos o tópico em posts futuros.

Ver notícias

FLEYCCORP SL. C/ Archipiélago 5. CP: 28500. Arganda del Rey. Tel: +34 917 518 630.

Copyright 2008-2019 FLEYCCORP SL

2019-01-08T19:44:35+00:00